Pesquisar este blog

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Não confie em quem critica o Hamás!

Lembre-se que o Hamás é um Movimento de Libertação. Seus dirigentes foram eleitos democraticamente para governar a Palestina, numa eleição mais transparente do que a dos dirigentes de Israel e do deliquente Bush.

E o que é importante. O Hamás respeitou integralmente a trégua!

Israel é quem não honrou o compromisso.

Durante a trégua convencionou-se que Israel acabaria com o bloqueio contra Gaza e o Hamás não se defenderia e nem cometeria atentados.

Durante os seis meses da trégua, o Hamás manteve sua palavra, mas os dirigentes israelenses, além de manter os palestinos num campo de concentração e de não reabrir as passagens, realizaram uma série de invasões para assassinar os "líderes" daquele movimento de resistência.

Líder para os dirigentes israelenses é qualquer palestino que respire, não importa a idade ou o sexo.

Você, que acompanha o noticiário pelas TVs, deve ter assistido a dezenas, centenas de manifestações, em todo o mundo, de solidariedade aos palestinos.

Você viu alguma imagem dos massacres em Gaza?

Sabe por que não viu?

Porque os dirigentes de Israel impuseram uma censura rigorosa e proibiram os jornalistas de entrar no território palestino.

Então que história é essa de que Israel é a única democracia do Oriente Médio?

Você acha possível que numa democracia haja censura à imprensa?

Mas afinal, Gaza é ou não um território palestino?

Ou na verdade é um campo de concentração onde sobrevivem um milhão e meio de semitas palestinos?

Você aceitaria viver num campo de concentração?

Você aceitaria passivamente morrer de sede e de fome?

Você aceitaria ser humilhado diante de seus filhos?

Você aceitaria passivamente que os bens de toda uma vida sejam destruídos?

Por isso repito, não confie em quem critica o Hamás.

E, por favor, não confunda o Estado de Israel com os semitas.

Semitas são os palestinos.

Não confunda o Estado de Israel com os judeus. Os verdadeiros judeus, os autênticos judeus sentem repulsa pelos sionistas e pelos dirigentes de Israel.

Se você alguma vez se interessou por História sabe que judeus, cristãos e muçulmanos sempre conviveram harmoniosamente na Palestina árabe.

Isso tudo acabou no dia em que os Ocidentais, cuja História é permeada por Inquisições, guerras, massacres e bombas atômicas, resolveram se livrar de seus judeus nos campos de concentração, ou expulsá-los do Ocidente.

Você acha justo que os palestinos paguem a conta?

Fonte: Blog do Bourdoukan.

Nenhum comentário: