Pesquisar este blog

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Temporal de 30 minutos destelha casas, derruba árvores e alaga ruas e avenidas

Foi o pior registrado desde o início do verão


A chuva sobre as regiões Sul, Leste e Centro de Uberlândia em 05/02/09, por volta de 15h, foi a pior registrada até o momento desde o início do verão, em dezembro. Por cerca de 30 minutos, as estações climatológicas registraram 35,8 milímetros de chuva, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia.


Com rajadas de vento que variaram entre 40 e 60 quilômetros por hora, resultou no destelhamento de casas nos bairros Seringueiras, São Jorge, Santa Mônica e Tibery, e na queda de 15 árvores, principalmente no bairro Santa Mônica. A quantidade de água fez com que ocorressem refluxos pluviais em residências da cidade, segundo informações da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec), que registrou, ainda, quatro ocorrências de veículos danificados. No bairro Umuarama, o fornecimento de energia elétrica ficou interrompido por mais de 30 minutos.


Força-tarefa entra em ação


O assessor da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) João Batista Afonso afirmou que muitos danos foram evitados ontem, uma vez que as equipes de segurança da cidade já tinham uma estratégia para lidar com a chuva.


Em setembro do ano passado, a Defesa Civil, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) fizeram uma reunião e estabeleceram metas para evitar tragédias. Vários cruzamentos nas avenidas Rondon Pacheco, João Naves de Ávila e Segismundo Pereira foram interditados. Ana Paula Borges, tenente do Corpo de Bombeiros, alertou os motoristas quanto ao risco das chuvas. “Alguns motoristas tentaram trafegar em locais onde havia carros ilhados”, disse. Borges afirmou que, em dias de chuva, é preciso ter cautela redobrada e evitar os pontos críticos da cidade.


Fonte: Jornal Correio de Uberlândia.
Fotos: Leandro Ferraz.

Nenhum comentário: