Pesquisar este blog

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Nova rainha da Viradouro já foi expulsa de igreja

Substituta de Juliana Paes à frente da bateria da Viradouro conta que sofreu preconceito por ter decidido ser dançarina

Amanda Pinheiro e Raphael Azevedo

Rio - A nova Rainha de Bateria da Viradouro, Juliane Almeida, 24 anos, eleita sábado como substituta da atriz Juliana Paes, teve que percorrer um duro caminho de escolhas quando resolveu virar dançarina de lambaeróbica.

Aos 16 anos, ela foi expulsa da Igreja Batista de Porto Novo, em São Gonçalo, onde mora. O figurino sensual influenciou os membros da igreja a tomarem a decisão de expulsá-la. “Fiquei triste, mas fiz minha escolha.

Queria dançar mais que tudo e minha família apoiou a decisão e se retirou comigo”, conta Juliane, que agora freqüenta a Igreja Batista de Itaipu ou a do Recreio. Procurado por O Dia , o pastor da antiga igreja da Rainha está viajando.

Ex-dançarina do Faustão

Juliane é uma das morenas do grupo É o Tchan desde 2005, já venceu 28 concursos de beleza e foi dançarina do ‘Domingão do Faustão’. Em 2003, foi eleita Garota Viradouro e quase foi rainha se a diretoria não tivesse convocado a atriz da Globo para o cargo. Em 2004, Juliane desembarcou em São Cristóvão e virou rainha da Paraíso do Tuiuti, no Grupo de Acesso.

Mesmo sendo evangélica, já colocou silicone nos seios e posou nua assim que entrou no É o Tchan. O fato não deixa boas lembranças. “Na época, fiz obrigada porque estava no contrato. Não ficou vulgar, mas não sei se faria de novo. Tudo é uma conseqüência do momento”.

(...)

A musa conta que não irá desfilar com seios de fora. “Isso está fora de cogitação”. O namorado pode ficar descansado, pois ela virá com flor no cabelo, minissaia e uma tela de cristais Swarovski sobre os seios à frente da bateria, que vai representar o afoxé Filhos de Gandhi. (...)

A imagem de símbolo sexual também não é festejada. “Sei que tenho fãs, mas essa coisa de símbolo sexual é para a Scheila Carvalho”, diz a niteroiense de Várzea das Moças, que cursa as faculdades de Direito e Teatro. Na semana que vem, Juliane assinará contrato com a Record para atuar na novela ‘Vendetta’, de Lauro César Muniz. Na trama, a morena viverá a mulher de um traficante que banca uma escola de samba.

Namorado não aprova dança e chorou ao vê-la sambando

(...)

O dono do coração da beldade se chama Marcelo Croner, tem 29 anos, é advogado e evangélico. Juntos há um ano e oito meses, ele diz que apóia a decisão de Juliane de ser Rainha de Bateria, mas não vai estar a seu lado nos ensaios. No desfile, muito menos. “Não interfiro nas decisões dela, mas somos evangélicos e, quando se assume compromisso com Deus, não se foge. É questão de postura. Decidi não participar de nada relacionado ao Carnaval”.

O samba da Viradouro, que por contar história do enredo ‘Vira Bahia, Pura Energia’, cita diversos orixás, também foi alvo de Marcelo. “A letra do samba tem vários pontos que não cruzam com minha religião. Meu Deus é outro”. Ele conta que foi para a Igreja enquanto a amada duelava nas eliminatórias do concurso. “Tinha vezes em que eu ia orar na igreja ou ficava em casa jogando videogame. Só fui no primeiro dia, mas não me senti bem e até chorei”, revelou.

Nenhum comentário: