Pesquisar este blog

sexta-feira, 27 de março de 2009

IURD critica revista

A matéria publicada na revista “Carta Capital” desta semana (18 de março, n. 537) sob o titulo “A Crise Universal” não corresponde à realidade dos fatos. Até porque o bispo Romualdo Panceiro mora no Brasil e jamais morou na Califórnia; o bispo Macedo está muito bem de saúde e tão pouco repassou qualquer procuração ao bispo Romualdo.

Sendo assim, tal matéria torna-se falsa, tendenciosa e pobre de informações. A credibilidade é o combustível de qualquer órgão de comunicação. Para que seja construída, é importante que haja equidistância entre o órgão de comunicação e os entes envolvidos na notícia. Do contrário corre-se o risco de o veículo cumprir papel, exclusivamente, panfletário.

Matéria com este conteúdo deveria ter o crivo compatível com a importância trazida pelo tema. De tão absurda, fica em evidência não a própria matéria e seus efeitos, mas sim a credibilidade do órgão que a publicou.

As razões efetivamente motivadoras que a publicação com base em apenas um depoimento de alguém que não se consegue garantir a confiabilidade para opinar sobre a questão é um ponto a ser analisado pelos responsáveis pela publicação e pela sociedade como um todo. É evidente que há uma competição entre os órgãos de comunicação e alguns grupos temem por perder espaço. A intenção de que há cisão tem como objetivo enfraquecer um grupo.

A suposta fonte deve ser alguém insatisfeito por questões pessoais. Se o fato existisse, as evidências seriam maiores e visíveis. A Igreja Universal do Reino de Deus se mantém íntegra e unida. Não há que se falar nada sobre o tema. O que há é uma perplexidade pelos níveis de sombra que se permitiu na referida matéria.

Fonte: Folha Universal.

Alguma coisa não anda bem, as notícias da Carta Capital pode ter sido sensacionalista mas aponta para um fundo de verdade. A Folha Universal ao invés de tentar provar o contrário dos fatos apresentado pela CC perde muito tempo em agressões aos seus oponentes. O ataque nem sempre é a melhor defesa...

Nenhum comentário: