Pesquisar este blog

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

O Império contra-atacado.

Império da Universal
Reportagem que gerou 100 processos leva Prêmio Esso


A jornalista Elvira Lobato, com a reportagem Universal chega aos 30 anos com império empresarial, publicada no jornal Folha de S. Paulo, conquistou o Prêmio Esso de Jornalismo 2008. A reportagem mostra a rede de empresas ligada à Igreja Universal do Reino de Deus. A repórter revelou, entre outros fatos, que emissoras de rádio e TV adquiridas em nome de fiéis da igreja são transferidas para Edir Macedo, fundador da igreja.

A reportagem teve sua repercussão multiplicada diante da reação da Igreja que promoveu uma campanha judicial contra a jornalista e o jornal. A partir da publicação da reportagem, em 15 de dezembo de 2007, fiéis de diferentes pontos do país, supostamente orientados pela Igreja, entraram com 105 ações de indenização por dano moral contra Elvira e a Folha. Os pedidos de indenização aprsentavam muitos parágrafos idênticos. Ações semelhantes foram ajuizadas contra os jornais O Globo e Extra. Nenhuma das ações julgadas até a presente data, foi considerada procedente.

Os vencedores do Prêmio Esso foram conhecidos na noite do dia 9 de dezembro, em cerimônia no Hotel Copacabana Palace. Foram conferidas 14 premiações, 12 das quais destinadas a contemplar trabalhos da mídia impressa, além do Prêmio Esso de Telejornalismo e da distinção de "Melhor Contribuição à Imprensa em 2008".

Os jornalistas André Felipe Tal, Ricardo Andreoni, Jorge Valente e Marcelo Zanini conquistaram o Prêmio Esso de Telejornalismo 2008, com o trabalho Dossiê Roraima: Pedofilia no poder, exibido no Domingo Espetacular, veiculado pela Rede Record. A reportagem mostra o funcionamento da rede de pedófilos no estado. O trabalho identifica entre os acusados pessoas ricas e poderosas, empresários aliciadores e até o procurador-geral, presos pela Polícia Federal depois do registro de vários flagrantes. Vítimas, parentes e policiais foram ouvidos para recontar a história dramática do abuso sexual e econômico.

O Prêmio Esso de Reportagem coube aos jornalistas Ana Beatriz Magno e José Varella, com o trabalho Os brinquedos dos anjos, publicado no jornal Correio Braziliense. Trata-se de reportagem sobre as brincadeiras de meninos e meninas nas favelas cariocas. O trabalho dos repórteres virou um caderno especial com fotos de autoria das crianças. A partir da própria imaginação e muitas vezes de objetos confeccionados por eles próprios, as brincadeiras infantis refletem a realidade que impressiona muitos adultos.

O Prêmio Esso de Fotografia foi dado ao repórter fotográfico Clóvis Miranda, com o trabalho Martírio no presídio, publicado no jornal A Crítica (Manaus). O fotógrafo revelou momentos da rebelião no Instituto Penal Antônio Trindade, em Manaus, no Amazonas. A fotografia mostra um dos detentos no momento em que era removido, depois de ter sido torturado e mutilado. Além de chocante, a foto lembra a imagem de Jesus Cristo sendo retirado da cruz.

Também ganhou prêmio o projeto Diário em braille, do jornal Diário de Pernambuco, na categoria Melhor Contribuição à Imprensa em 2008. O projetou permitiu que milhares de deficientes visuais do estado de Pernambuco passassem a dispor das mesmas informações impressas diárias oferecidas aos demais leitores.

Todos os vencedores tiveram seus trabalhos escolhidos de uma lista de 38 finalistas previamente selecionados de um total de 1.182 trabalhos inscritos, sendo 533 reportagens, séries de reportagens ou artigos; 174 trabalhos fotográficos; 188 trabalhos de criação gráfica em jornal, 92 trabalhos de criação gráfica em revista e 103 primeiras páginas de jornal, além de 88 trabalhos de telejornalismo e quatro inscrições ao Prêmio de Melhor Contribuição à Imprensa.

Premiação

Prêmio Esso de Jornalismo — Elvira Lobato, com o trabalho Universal chega aos 30 anos com império empresarial, publicado no jornal Folha de S. Paulo. Diploma e R$ 30.000,00
Prêmio Esso de Telejornalismo — André Felipe Tal, Ricardo Andreoni, Jorge Valente e Marcelo Zanini, com o trabalho Dossiê Roraima: pedofilia no poder, exibido no Domingo Espetacular, veiculado pela Rede Record. Diploma e R$ 20.000,00
Prêmio Esso de Reportagem — Ana Beatriz Magno e José Varella, com o trabalho Os brinquedos dos anjos, publicado no jornal Correio Brasiliense. Diploma e R$ 10.000,00
Prêmio Esso de Fotografia — Clóvis Miranda, com o trabalho Martírio no presídio, publicado no jornal A Crítica de Manaus. Diploma e R$ 10.000,00
Prêmio Esso de Informação Econômica — Fabiana Ribeiro, Lino Rodrigues, Higino de Barros e Henrique Gomes Batista, com o trabalho Desemprego zero, publicado no jornalO Globo. Diploma e R$ 5.000,00
Prêmio Esso de Informação Científica, Tecnológica e Ecológica — Eliane Brum, Solange Azevedo e Renata Leal, com o trabalho Suicídios.Com, publicado na revista Época. Diploma e R$ 5.000,00
Prêmio Esso de Primeira Página — Alexandre Freeland, André Hippertt, Breno Girafa, Ana Miguez e Luisa Bousada, com o trabalho Cientistas brasileiros fazem alerta: mais terremotos vêm aí, publicado no jornal O Dia. Diploma e R$ 5.000,00
Prêmio Esso de Criação Gráfica — Categoria Jornal — Renata Steffen, Fernanda Giulietti, Ivan Finotti, Alexandre Jubran, Tarso Araújo e Letícia de Castro com o trabalho Cigarro e álcool na adolescência, publicado no jornal Folha de S. Paulo. Diploma e R$ 5.000,00
Prêmio Esso de Criação Gráfica — Categoria Revista — Adriano Sambugaro, Josi Campos, Carlo Giovani, Fabiano Silva e Rodrigo Ratier, com o trabalho Quando a máquina dá pau, publicado na revista Superinteressante. Diploma e R$ 5.000,00
Prêmio Esso Interior — Iara Lemos, com o trabalho No coração do Haiti, Diário de Santa Maria (Santa Maria). Diploma e R$ 5.000,00
Prêmio Esso Regional 1 — Silvia Bessa e Marcionila Teixeira, com o trabalho Hanseníase, publicado no jornal Diário de Pernambuco. Diploma e R$ 3.000,00
Prêmio Esso Regional 2 — Alana Rizzo, Thiago Herdy, Maria Clara Prates e Equipe, com o trabalho Sangria na Saúde, publicado no Estado de Minas. Diploma e R$ 3.000,00
Prêmio Esso Regional 3 — Mauro Ventura, com o trabalho Tribunal do tráfico, publicado no jornal O Globo. Diploma e R$ 3.000,00

Fonte: Revista Consultor Jurídico, 11 de dezembro de 2008 (via Pavablog).

Nenhum comentário: