Pesquisar este blog

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Fadiga ocular afeta mais de 60% das pessoas

São Paulo, 4 de Agosto de 2008 - Um levantamento recente da multinacional francesa Essilor, fabricante das lentes multifocais Varilux, apontou que 60% das pessoas entre 20 e 45 anos de idade - tanto usuários de óculos quanto não-usuários - sofrem de fadiga ocular quase que diariamente.
O estresse foi apontado como uma das principais causas do distúrbio, que se manifesta, primeiramente, com dores constantes de cabeça, testa e ardência nos olhos. "O mal atinge tanto os usuários de óculos quanto os não-usuários que passam por períodos prolongados focalizando objetos a curta distância, como por exemplo, o computador", diz Marcus Sáfady, oftalmologista e consultor do Instituto Varilux da Visão. "Manter o olhar fixo na tela do computador não é tarefa fácil para os olhos, pois exige um esforço constante de foco na chamada visão de perto e na visão intermediária", explica Marcus Sáfady.
Segundo diz, as imagens do computador são pequenas demais e muitas vezes exibidas por trás de uma superfície refletora, e isso agrava o problema. "Além disso, as bordas irregulares dos pixels da tela do computador dificultam a focalização, mais do que as bordas lisas das letras tipográficas dos livros", diz o oftalmologista. Ele acrescenta que o brilho, o reflexo e a iluminação ambiente acabam tornando-se, muitas vezes, agravantes da exaustão da visão. "O ambiente em que a atividade é desempenhada pode ter um impacto negativo sobre o conforto visual. A qualidade e a quantidade da iluminação ambiente, a ventilação, poeira e fumaça de cigarro são outros fatores agravantes", observa.
O médico diz que, quando olhamos para longe, o olho está em estado de repouso. "Quando focamos objetos que estão a mais ou menos meio metro de distância, fazemos um esforço grande para enxergar. Este esforço extremo é chamado de esforço de acomodação e causa o cansaço do músculo pela repetição. Como qualquer músculo de nosso corpo, o músculo ciliar se cansa facilmente com esforços repetitivos, mas muitas vezes não nos damos conta de que ao checar e-mails, por exemplo, a visão é submetida a um exercício grande que, quase sempre, causa desconforto para os olhos."
Quando o problema surge, é sinal de que os olhos estão precisando de descanso. Os primeiros sintomas da fadiga se manifestam em menos de uma hora após o início da atividade repetitiva. "Quando o olho focaliza um objeto a curta distância, faz ajustes imperceptíveis e incontroláveis para obter o foco. É como se uma câmera digital estivesse fazendo o zoom. Esses ajustes são chamados de microflutuações da acomodação visual. E são realizados através das contrações de um músculo dentro do olho. Com seus músculos comprometidos, o olho fica incapaz de criar o foco exato, ocorrendo então os sintomas da fadiga ocular - dificuldade de foco, tontura e cansaço físico extremo", diz Sáfady.
Muita gente confunde os sintomas da fadiga ocular com a "vista cansada", ou seja, com a presbiopia. Esta, no entanto, aparece geralmente após principalmente após os 45 anos, e é um processo natural de degeneração do organismo humano. "Caracteriza-se pela perda da capacidade do músculo ciliar em alterar o formato do cristalino. Já a fadiga resulta do esforço acomodativo contínuo", discorre o médico.
Ele dá as seguintes dicas para evitar a fadiga: deixar o monitor 45 graus abaixo da linha horizontal do olhar, pois, na visão de perto, o olho enxerga de cima para baixo e de fora para dentro; sempre que possível descansar entre 5 e 10 minutos a cada hora; na frente do computador, as pessoas piscam menos, então é preciso lembrar-se de piscar de vez em quando ou usar colírio a cada uma hora; levantar e caminhar pela sala; evitar possíveis reflexos na tela, usando um protetor com anti-reflexo, por exemplo.
(Gazeta Mercantil - Alexandre Staut)


Notícia do Yahoo!

Nenhum comentário: