Pesquisar este blog

terça-feira, 22 de junho de 2010

Kaká sai do tom e ataca Juca Kfouri

Ter 22 de Jun 


Por Redação Yahoo! Brasil


A fama de bom moço do meia-atacante Kaká é notória. Por isso que, quando o jogador deixa o tom comedido das suas respostas para direcionar uma crítica à imprensa, imediatamente o assunto ganha grandes proporções.


O craque do esquadrão canarinho disse as seguintes palavras ao jornalista André Kfouri, da ESPN: "Há um bom tempo, os canhões do pai [Juca Kfouri] estão apontados em minha direção."


Kaká se referia a um texto de Juca Kfouri ontem, no jornal Folha de S. Paulo, em que o jornalista revelava que o jogador sofria de uma lesão crônica, parecida com a do tenista Guga, e teria que encerrar sua carreira mais cedo.


O meia-atacante ainda falou que a suposta perseguição de Juca Kfouri era por não concordar com a sua posição religiosa, o que provocou burburinho na sala de imprensa e reacendeu a polêmica sobre religião na Seleção.

A mesma matéria no Globoesporte.com:

Kaká mostrou nesta terça-feira que não está disposto a dar a outra face. Em entrevista coletiva, o jogador acusou Juca Kfouri, colunista da 'Folha de S. Paulo', de persegui-lo por motivos religiosos. O jornalista publicou, na semana passada, uma nota dizendo que o meia tem sérios problemas no púbis, tão graves que ameaçariam sua carreira. O recado foi dado após uma pergunta de André Kfouri, repórter de uma emissora brasileira e filho de Juca.



- Há algum tempo os canhões do teu pai têm me atingido, não para me criticar por motivos profissionais, mas por causa da minha fé em Jesus Cristo. Do mesmo jeito que eu respeito o Juca Kfouri como ateu, eu queria que ele me respeitasse por acreditar em Jesus Cristo. Milhões de pessoas acreditam em Jesus e ele precisa respeitar isso.

Nenhum comentário: